FALE CONOSCO PELO WHATSAPP
O que é Material Particulado Total?
O que é Material Particulado Total?
02 jun 2022 - Por Arthur Malaguti, Engenheiro Ambiental
O que é Material Particulado Total?

Material particulado (MP) é denominado para todo conjunto que esteja suspenso na atmosfera na forma de fumaça, poeira ou qualquer material que possa se manter na atmosfera seja na forma líquida ou sólida.

O MP é um resíduo de extrema toxicidade, e ele pode ser gerado por diversas fontes que estão no nosso dia a dia, como por exemplo incêndio, todo tipo de veículo com motor, Indústria, poeira dentre outros meios.

O material particulado também pode ser gerado de uma forma provinda dos gases de combustão, tais como monóxido de carbono (CO), dióxido de enxofre (SO2), dióxido de nitrogênio (NO2), o próprio Material Particulado Total (MPT) e por compostos orgânicos voláteis (VOC), através de reações químicas, a formação do Material Particulado pode ser proveniente dessas fontes.

Uma das maneiras de saber a nocividade de um material particulado para a saúde, é a origem dela, qual substância e o seu tamanho, que pode variar bastante e são classificadas em 3 tipos, maiores que 10 micrômetro, entre 10 e 2,5 micrômetros e menores que 2,5 micrômetros.

Levando em consideração todas essas informações que alguns países, quando descobriram o malefício de diversos processos industriais, entenderam que deveriam ser monitorado esses tipos de processos que liberam na atmosfera algumas formas nocivas à saúde diretamente como MPT ou indiretamente que será transformado em MP, como Partícula Total em Suspensão (PTS), Material Particulado 10 (MP10), Material Particulado 2,5 (MP2,5), Fumaça (FMC), dentro outros já citado.

Ainda estamos em aprendizado sobre esse tipo de assunto, na área industrial está mais desenvolvido, mas nas cidades, grandes centros, onde a emissão atmosférica (carros, motos, ônibus, caminhões) é diretamente impactante na vida dos seres humanos, não possuímos total conhecimento sobre seus malefícios e ainda não existem normas para esse tipo de monitoramento.

Então o Brasil tomou o mesmo rumo, e seguindo as Normas internacionais foi elaborado pelo CONAMA, algumas normativas a respeito de emissão atmosférica, onde alguns estados também seguiram a proposta e realizaram o mesmo, criando normas estaduais e até alguns municípios visando o bem estar da população elaborou normas municipais.

Apesar dessas Normas serem recentes, a cobrança para esse tipo de monitoramento ainda não é grande, por isso muitas empresas que deveriam realizar o monitoramento, não realizam, mas o órgão juntamente aos donos das empresas estão se mobilizando para isso.

Por isso, se o seu empreendimento, a sua indústria, gera algum tipo de emissão atmosférica, contrate uma empresa que possua esse conhecimento e verifique se existe a necessidade de realizar algum monitoramento atmosférico.

Nós da CMB Consultoria realizamos esse tipo de trabalho que se denomina Programa de Automonitoramento Atmosférico, onde é reconhecido todo o tipo de fonte presente na sua empresa e realizamos o monitoramento de Material Particulado (MPT) dentre outros monitoramentos Atmosféricos como Monóxido de Carbono (CO), óxido de enxofre (SOX), Oxigênio (O2) e óxido nitroso (NOX) entre em contato e realize um orçamento.